sonhando, escrevendo e imaginando

segunda-feira, 9 de abril de 2012

No Domingo de Páscoa

Domingo de Páscoa!
Feliz Páscoa!
Vim ver o mar…

Tão bonito aqui!
Tão azul a água,
Tão calmo o céu…

Que bom, que sorte
Poder estar, e poder ver,
Quase tocar,
Quase mexer…

Tantas vezes em que pensei que nunca mais…
Tantas as vezes em que olhei o mar
Sem saber o que me dizia.
E em que olhei o céu sem lhe notar a calmaria…
E pensei que não voltaria!

Domingo de Páscoa!
Feliz Páscoa!
Vim ver o mar…

E é tão belo estar por cá!
E poder fechar os olhos e sentir o vento
A soprar de leve nos cabelos.
E sentir o sol a aquecer devagarinho a pele,
A mexer,
A deixar mole,
A bem saber…

E saber que estou de bem com todos os amores.
Que não perdi ninguém nos últimos tempos.
Que nos jardins do mundo ainda nascem flores,
Que tudo isto que é lindo
Se abre de graça para mim,
Como mulher da vida despudorada,
Ou amante excitada…
Só porque sim.

E que o mar é grande e não tem fim,
E o horizonte não é limite
É princípio.
E eu posso almoçar só um chocolate,
Uma bolacha,
Nada,
O que quiser, enfim…
Valeu tanto a pena chegar aqui!

E o mar vai e vem,
E faz amor com a areia,
Faz dela a sua musa,
A sua sereia,
E eu que olho,
Vejo
E aprendo
Sei que não é só água que vai lá dentro…
É o ser da natureza que carrega
Um tempo sem fim.
Porque o mar que vim ver
Não é só meu,
Não me pertence só a mim…
Faz parte da beleza sem fim que é o mundo,
E é muito mais do que azul profundo.
É a esperança que tenho
De cá poder voltar
E vê-lo ainda sorrir,
E dançar,
Num ir e vir,
Sem fim,
Assim.

Domingo de Páscoa!
Feliz Páscoa!
Vim ver o mar…

E tão bom que existe alguém que tem saudades muitas de mim…
E que me deixa louca,
E que me beija na boca.
E que já aprendi que distante não é perdido,
E que não falar, nem sempre quer dizer ter esquecido..

            Também isso te devo a ti… Páscoa Feliz, tão longe... lá, onde estás..

Sem comentários:

Enviar um comentário