sonhando, escrevendo e imaginando

domingo, 6 de maio de 2012

Famílias, tantas famílias foram ver o mar!!!


Pessoas barrigudinhas,
Trigueiras,
Pequeninas.

Pela mão,
As barulhentas criancinhas…
Pela trela o cão,
Irrequieto,
Que enche a areia de chichi,
Que espalha porcaria por ali…

Vêm aos magotes!
Vêm em multidão!
São as famílias!
As irrepreensíveis famílias,
Que vêm saborear o domingo em amena confusão.

Uns mais velhos,
Outros mais novos…
Cruzam-se sem se olharem,
Desviam-se sem se falarem,
Seguem olhos no chão…
Tantas famílias!

Tanta gente respeitável,
Que circula nesta tarde quase bonita,
Quase de Verão!

E apetece-me gritar-lhes que saiam da minha praia,
Que deixem o meu mar!…
Que vão falar de comida,
De contas,
De doenças,
Para casa,
Que não me venham perturbar!

Que levem com eles as criancinhas gorduchas
Traquinas, sujas
Que não param de berrar!
E puxem pela trela os cães insuportáveis,
Que não param de ladrar!
E se enfiem dentro dos automóveis novinhos,
Brilhantes,
Lavadinhos,
E se ponham a andar!

Como fazem barulho!...
Como não param de falar!…
Aqui é para estar em silêncio, aqui vem,
Quem quer ver o mar…
Voltem para o lado de lá…
Não estejam a incomodar!

Uns mais idosos,
Vêm devagar…
Resmungam com quem os trouxe,
Não gostam de andar…
Os namorados,
Que fariam melhor em namorar,
Insistem em dar voltinhas
De mão dadas,
Para baixo e para cima,
Sempre sem parar.

As matronas gordas, anafadas,
De cabelos armados,
E olhos a chispar,
Bochechas vermelhas de tanto abanar,
Ladeira sobe,
Ladeira desce,
Sacos de comida na mão,
A balançar
Restos de almoços de praia,
Que ninguém quis almoçar.

Bebés,
Enfiados em carrinhos,
Alcofas,
Saquinhos..
Criaturas pequeninas que não param de gritar…
E mães jovens,
Inexperientes,
Aflitas,
Que não os conseguem calar..
Papás a fumar…
Afastados,
Enfastiados,
Fartos de um domingo que não mais quer acabar.

Que bom que amanhã é segunda-feira!
Que bom que vão todos trabalhar!
E eu fico com a minha praia para mim, todinha,
Com o meu chocolate,
A ver o mar…




Sem comentários:

Enviar um comentário