sonhando, escrevendo e imaginando

sábado, 16 de junho de 2012

Simples, tão maravilhosamente simples!...


Tão habituada estava a ver nuvens no firmamento,
Que quase esquecia a simplicidade bonita do céu azul…

Tantas palavras elaboradas que me disseram,
Trabalhadas,
Escolhidas,
Estudadas…
Quase me fizeram descrer das mais comuns,
Das menos complicadas…

Do bom que é quando ele me diz só “tenho saudades…”

Tantos beijos mentirosos que me deram,
Experimentados centenas de vezes,
Treinados numa multidão de bocas,
Aperfeiçoados, fingidos, melhorados,
Quase me fizeram esquecer de como é bom beijar…

Do prazer que dá alagar a boca numa confusão de língua e saliva…

Tristezas que me fizeram sentir,
Inseguranças de que me conseguiram invadir,
Lágrimas que me deixaram chorar,
Sem saber o que vem, o que está, o que será a seguir,
Iam fazendo com que eu deixasse de confiar…

Na simplicidade de um abraço que faz suspirar…

Perguntas sem resposta…
Respostas sem sentido…
Necessidades de tempo, de espaço,
Tudo misturado,
Tudo perdido
Numa confusão informe,
num bater repetido… 
Tudo isso ia conseguindo
Com que eu quase tivesse esquecido,
Que gostar é felizmente só gozar,
Falar não é mais do que conversar,
E paixão é apenas beijar, abraçar…

E que eu não preciso de ser uma estatística, para constar…

Eu que sempre fui tão amiga de me divertir,
Dei por mim a teimar,
A pedir,
A insistir…
A querer ficar
Num lugar aonde nem tinha chegado a entrar!…

Que bom ter encontrado
Alguém que quando me quer falar,
Quando quer estar ao meu lado,
Só aparece, só telefona!...

E que quando me quer ver, me vem só ver,
Sem precisar de se esconder!

E que quando me quer ter,
Só me pega e me agarra,
Sem precisar de dramatizar,
De inventar…
De pensar como fazer…

E que quando me diz que teve saudades minhas,
Me diz só assim,
De forma simples,
E me faz acreditar.

E não se perde em frases mentirosas,
Nem se consome em trevas perigosas,
Nem me põe chave na porta,
Não me deixa de fora para eu não entrar.

Estava tão esquecida de como é bom namorar!



Sem comentários:

Enviar um comentário