sonhando, escrevendo e imaginando

quinta-feira, 27 de setembro de 2012

Erotismo das palavras


Palavras…
Sussurradas,
Mal ditas,
Lambidas,
Molhadas…

Escritas ou faladas,
Mornas e peganhentas,
Escarradas em mim.

Falsas,
Inventadas…
Quentes e gostosas
Como um orgasmo sem fim…

Palavras que provocam…
Parecidas a gemidos,
Roçando sensuais arrepiando os sentidos…

Palavras como mãos que acariciam um peito dorido,
Dedos na humidade de um desejo perdido,
Como línguas que lambem e afagam,
E deixam o corpo vencido…

Palavras…
Já me disseram tantas!
Já as ouvi tão bonitas!

Já me disseram palavras que me fizeram chorar,
Já me disseram palavras que me fizeram sonhar…
Já me deixaram acesa, molhada, só assim… a falar.
Já tive muito prazer… apenas a conversar.

Palavras mais lindas que ouvi,
As que não chegas a falar…
Quando eu digo que te amo,
E tu tens medo de confessar…
E eu ouço-te sem nada dizeres,
E eu percebo que me queres mesmo sem quereres…

Porque palavras,
Por si só,
Não são capazes de falar.

E eu sei que tu jogas com elas,
Da mesma forma escandalosa que eu sei jogar.

Concede-me a honra desta dança…
Vamos gozar a falar…
Fazer amor num tango sensual de raiva sem esperança,
Como só nós os dois sabemos dançar!

Põe-te em mim com palavras,
Entra em mim devagar…
Chegamos lá, ao mesmo tempo… enquanto estivermos a conversar.

E eu ponho-te um like, sinal de que estou a gostar.

Sem comentários:

Enviar um comentário