sonhando, escrevendo e imaginando

quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

Gosto, ainda gosto muito de namorar...


Pergunta-me se ainda sei voar,
E mostro-te as pontas das minhas asas cortadas…

Pergunta-me se ainda sei sonhar,
E mostro-te os meus olhos secos de chorar…

Pega-me na mão como dantes,
Pergunta ao ouvido se ainda gosto de namorar…

Tenho medos que não tinha.
E sei de lugares aonde nunca me levaste.

Tanto que tu evitaste,
Tanto que me cuidaste…

Bandido, diziam…
Rei dos marginais!
Ninguém me guardou como tu fazias,
Nunca mais.

Fizeram-me maldades.
Puseram-me a chorar.

Disseste que era para te procurar se viesse a precisar…
Se soubesses as vezes que te chamei mesmo sem falar!

Cigarros proibidos que enrolavas,
Cavalos selvagens que domavas,
Comprimidos de mil cores, fantasia que misturavas…

Não me levavas contigo quando ias viajar.
“ Curtes mais careta do que eu carregado…”
Lembras?
E eu ria…
Tempo louco de fúria e alegria!...

Vou lá para os nossos lados hoje…
Se lesses mais poesia
Sabias…

Trazias a tua Zundap preta,
O velho gangoso sem cor,
Os calcantes chanados,
As galdinas desfiadas,
Nada de parro para atrapalhar
Sentavas-me colada a ti, na tua garupa, de novo a passear…

Caracois ruivos, olhos verdes…
Ah, que saudades de te abraçar!…

Gosto!
Ainda gosto muito de namorar…


4 comentários:

  1. "Caracois ruivos, olhos verdes…
    Ah, que saudades de te abraçar!…


    Gosto!
    Ainda gosto muito de namorar…"

    Belo final, neste exercício de interioridade...
    Gostei, bjinhos p'rá menininha "poetinha", que gosta DE NAMORAR....

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá, Henrique! Gosto muito :))) Acho que todos os poetas gostam... de namorar nem que seja a ideia bonita, ou não tão bonita, da vida, das sensações, dos cheiros.. enfim:)) Namorar, só por namorar! Obrigada pelo teu comentário! Beijinho muito grande, da menina bonita!

      Eliminar
  2. Lindoooo...
    Recordações quem as não tem!!
    Tens alma de poeta, por isso continua pois vou gostar de ler!
    Também eu nas minhas horas de maior nostalgia, gosto de escrever as minhas historiazinhas que me ajudam a lavar a alma de lembranças que jamais se apagarão da minha memória.
    Um dia ainda te dou algum as para leres
    Bjo
    Vou por anónimo,mas estou nos teus amigos do FB como "Olhos Azuis"

    ResponderEliminar
  3. Olá, Olhos Azuis!
    Vou gostar muito de ler as tuas "historiazinhas"! Sabe bem escrever o que nos vai na alma, não é? É assim como caminhar ao acaso pela rua, sem destino, sem relógio. Obrigada pelo comentário! Beijinho grande para ti!

    ResponderEliminar