sonhando, escrevendo e imaginando

terça-feira, 26 de março de 2013

A todas as coisas do mundo...


A todas as coisas do mundo
Que não vão embora a cada segundo,
Obrigada.

Obrigada de coração,
Por serem para sempre,
Por serem o que são.

Ao sol que brilha no céu,
Até à chuva que está a cair,
Ao mar que vai e vem
A descer ou a subir…

Ao vento que desarruma o meu cabelo,
Que levanta a minha saia de mansinho…
Às estrelas da noite, às pedrinhas soltas do caminho…

Obrigada.

Por não me enganarem,
E por não me abandonarem.
Por não serem também elas, fruto da imaginação,
E por não deixarem triste o meu coração.

Obrigada às coisas, que às pessoas não!

Porque até as mais bonitas
Me fazem chorar.

Porque não vêm para me abraçar.

E perdem-se em corredores complicados,
E gostam de jogos sofisticados.

E o sol,
O mar,
As estrelas no céu a brilhar,
São sempre lá,
Para eu olhar. 

Quero antes ser sozinha,
De ninguém senão minha.

E ir a ver o mar.
Namorada do tempo, solta no ar.
Vagabunda de praia, que não sabe nadar…

2 comentários:

  1. E ir a ver o mar.
    Namorada do tempo, solta no ar.
    Vagabunda de praia, que não sabe nadar…

    ...namorada do tempo, solta no ar, olha que o tempo urge... e não volta... bonito gostei bjinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. eu sei, Henrique, eu sei... Foge-nos por entre os dedos, como a areia da praia. Se ao menos tivéssemos sempre a certeza de que o estamos a aproveitar da melhor maneira... Se...
      Enfim, não há-de ser nada:)) Obrigada pelo comentário, beijinho grande da menina bonita para ti!

      Eliminar