sonhando, escrevendo e imaginando

sexta-feira, 31 de maio de 2013

Só para nós, eles são especiais...

Se ele cair,
Não corras logo a apanhá-lo do chão…
Não o faças apoiar-se na tua mão…
Deixa que aprenda a levantar-se sozinho.

Para o mundo, ele é só mais um menino.

Como vai ele fazer para se erguer,
Quando não estiveres mais para o socorrer?

Beija-o e mima-o,
Isso pode ser.
Mas nunca o impeças de voltar a correr.

Se resvalar e esfolar um pedacinho da alma,
Aquela alma que ajudaste a formar,
Não corras logo para o resgatar.
Ele tem que saber que decisões tomar.
Tem que ser ele a escolher por qual caminho optar

Amar não é impedir de viver.
Amar é proteger,
Mas é também deixar acontecer.

Não penses que ele vai compreender,
Que te vai agradecer.

Ele vai é crescer!

E não vai caber mais no teu colo protector…

Deixa que lide com a raiva e com o amor.
Deixa que gema de prazer, e que gema de dor.

Não vai morrer se chorar um bocadinho…

Para os outros, ele não passa de mais um menino.

Só para nós, eles são especiais,
Para o resto do mundo, são como os demais.

E toda a gente chora,
Toda a gente tropeça e cai.
E a vida não pára, a vida vai.

Deixa que ele aprenda como se levantar.

E toma tu conta do teu próprio caminhar…

2 comentários:

  1. E no fundo, toda a mãe sabe isto!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sabemos sim, São. E lembramos do tempo em que éramos novinhas e detestávamos as demonstrações de carinho "exageradas" das nossas mãe:) E crescemos, vamos lá, e fazemos igual ao que elas fizeram... Sabes porquê? Porque a intenção é sempre boa, apesar dos meios que empregamos ás vezes não serem tão bons assim... Eu tento sempre, não ser como a minha mãe, em alguns aspectos. Os tempos são outros, a minha forma de pensar não podia ser mais diferente da forma de ver a vida que ela tinha, mas ainda dou por mim muitas vezes a pedir de coração ao mundo para não ser cruel com os meus fihotes:)) Mãe não tem juízo mesmo:)) Beijinhos, São! Obrigada!

      Eliminar