sonhando, escrevendo e imaginando

segunda-feira, 24 de junho de 2013

"Outras direcções"...

Outras direcções…

Para ali, fica o lugar tal,
Para acolá, o que se chama assim…
Em frente, este e mais aquele…

E por ali… outras direcções.

Direcção que pode ser qualquer lugar do mundo…

Porque o encanto está em seguir pela estrada que não diz aonde vai ter.
E o gostoso é arriscar sem saber.

Outras direcções era aonde íamos todos os dias de manhã,
Mal o nosso pai virava a esquina para ir trabalhar…
Outras direcções era ao fundo das Pedralvas,
Era a Estrada de Benfica sempre em frente,
Era Sete-rios.
Era o Rossio…
Era aonde a aventura nos quisesse levar…

Saudades!

Saudades gritadas.
Porque ´murmuradas ficam com paladar de água morna com açúcar.
Ficam com gosto de sede, e de quero mais…

Cada dia uma promessa,
Um livro em branco.
Tanta alegria no coração!…

Outras direcções…

Sempre segui outras direcções.

Comecei lá longe,
Quando largava a mão do meu pai
E me aventurava dentro do jardim…

E ele só olhava daquele jeito sério dele,
Assim como quem sabia que o mundo um dia
Ia ser pequenino demais para mim…

Outras direcções…
As que me levam e trazem por fim.

Por perceberem a aventura da nossa jornada,

Muito obrigada aos poetas das tabuletas de estrada…

4 comentários:

  1. E ele só olhava daquele jeito sério dele,

    Assim como quem sabia que o mundo um dia

    Ia ser pequenino demais para mim…

    ... mas dás-me um bocadinho?
    Bjinho especial

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. dou-te todos os bocadinhos que quiseres, Henrique:) O mundo continua pequenino para mim, mas é de bom tamanho para partilhar com os amigos!
      Beijinho grande para ti, da menina bonita:) E obrigada pelo comentário!

      Eliminar
  2. "Há um tempo em que é preciso abandonar as roupas usadas, que já tem a forma do nosso corpo e esquecer os caminhos que nos levam sempre aos mesmos lugares. É o tempo da travessia; e se não ousarmos fazê-la, teremos ficado, para sempre, à margem de nós mesmos."
    Fernando Teixeira de Andrade

    ...mas a placa "Outras Direcções" tem uma mística própria sem dúvida! ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sabes que acho que ás vezes, mesmo sem ousarmos, é a travessia que se insinua dentro de nós... como se fosse o ar que respiramos... não temos muito como lhe fugir. Assim género instinto de bicho selvagem, que bate nas ventas e puxa para longe...
      Beijinhos, e obrigada pelo comentário!

      Eliminar