sonhando, escrevendo e imaginando

quinta-feira, 11 de julho de 2013

Cuidado, cuidado...

É só uma sensação…
Como que um aviso…

Cuidado, cuidado!
Ouve o que te digo…

Mas porquê?
Quem pode saber?...
Intuição…
Impressão…
Como se fosse acontecer.

Certas pessoas deixam-nos de pé atrás.

E se quisermos explicar a razão…
Talvez um recado vindo do coração.

Visão de areias movediças.
Pernas enterradas no lodo.
O corpo rijo com um todo.

É o jeito de caminhar,
É a forma velada de falar…

Parece tudo certo, tudo correcto…
Mas há aquele calafrio de momento!
Que dói como se nos açoitassem com vento!

Mistério na alma.
Anúncio de morte calma.

Quando o vi, senti assim…
Como um sopro frio que passou por mim.

As primeiras impressões são as mais correctas.
Não sei… comigo costumam ser certas.

Olhar estranho carregado de nevoeiro sem tamanho…

Alguma coisa me faz ficar de sobreaviso.
Como se ele fosse gente do perigo.
Como se o escuro viesse nele para medir forças comigo.

Se lhe der a mão só vou agarrar a minha solidão.

Coisas da imaginação…

Ou talvez não…

10 comentários:

  1. Nem sempre o 1.º impulso é o mais verdadeiro. Quantas vezes olhamos e não gostamos da pessoa - e vice versa - e depois de a conhecer um pouco melhor nos apaixonamos por ela ( ou a detestamos...)

    Fique feliz
    ****************************
    Gostava que me visitasse(m)

    http://pensamentosedevaneiosdoaguialivre.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ás vezes já me tem acontecido, de facto, mudar a primeira impressão com que fico da pessoa. Mas decorrido um certo tempo, venho a confirmar que afinal estava certa. Até hoje, posso dizer que nunca me enganei acerca de ninguém que conheci.É qualquer coisa, não sei... uma voz primitiva que nos diz o que é, mesmo sem lógica nenhuma...
      Obrigada! Beijinhos, Ricardo

      Eliminar
  2. ... se pudesse ia aí para agarrares a minha mão, ee não agarravas solidão... arrebita menina bonita... bjinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ah, já estou mais arrebitada, Henrique:) Já tinha escrito este texto há uns dias. Aí estava mesmo um bocadito para o tristita... Mas eu não sou de ficar desanimada durante muito tempo. E depois, tenho sorte:) Surge sempre alguém bonito, alguma coisa radiosa... o sol volta sempre bem depressa.
      Mas vem tu na mesma, que seguramos na mão um do outro. Acabam-se as solidões:) Obrigada pelo comentário, e pela simpatia, Henrique. Beijinho muito grande para ti, da menina bonit

      Eliminar
  3. Muito raramente o meu 6º sentido me engana. Já me aconteceu não o respeitar, ir na conversa de outros que me diziam que era embirração minha e anos mais tarde a pessoa acabar por se revelar...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É isso mesmo, São!! Comigo também. E depois dizem-me "não, estás enganada. É embirração tua. É boa pessoa..." Mas a gente sente, não é? Qualquer coisa... um frio no coração... E o nosso instinto de protecção natural.
      Beijinhos, minha amiga linda! Obrigada!

      Eliminar
    2. É o olhar olhos nos olhos e encontrar ali algo frio, escuro, sem alma, um muro intransponível... realmente é uma sensação primordial, que vem das entranhas e que custa muito a explicar!

      Eliminar
    3. E estamos já destreinados de seguir o nosso instinto. A vida moderna ensinou-nos a que só as coisas lógicas, são para serem levadas a sério. É pena, porque podíamos poupar bastantes dissabores, se estivéssemos mais atentos à sabedoria que temos dentro de nós:)
      Beijinhos, São

      Eliminar
  4. maravilhoso:Gostei muito de ler..nada como prevenir

    beijinho
    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nada como prevenir, é verdade, Cidália. Confiar nos nossos instintos. Não é por não percebermos a razão, que eles deixam de funcionar, e de nos guardar a todo o momento.
      Obrigada! Beijinhos:)

      Eliminar