sonhando, escrevendo e imaginando

segunda-feira, 12 de agosto de 2013

A que horas vou para casa?...

- Depois eu ligo-te para o fixo. A que horas vais para casa?
...Casa…

Às vezes acordo no escuro, de noite e não sei aonde estou.
E tenho medo de abrir os olhos porque não reconheço as sombras, os cheiros.

Nem a almofada me é familiar, nem os lençóis, nem nada.
E encolho-me porque se ficar pequenina, fico mais disfarçada.

Os lugares confundem-se e misturam-se na minha mente.
A casa de lá, de além-mar.
Antes dela, outras de que recordo contornos mal definidos.
Lembranças feitas de ecos de rumores antigos.

Cá…
A caverna, plena de bolor e encharcada de humidade.
A caverna que foi demolida, mas que vive nos meus sonhos, nos meus pesadelos.
As escadas da rua, a cortina do quarto, as camas amontoadas…

Todas são parecidas no escuro, as casas.

A outra… a casa do tanque que foi minha casa de três anos.
O frio e os ratos…
Sacos de plástico atados, cheios de trapos…

Casas, só casas.
Amontoados de tijolos ou de caliça.
Sem a poesia romântica que lhes emprestam os livros.

Estas duas últimas em que vivi… Esta em que vivo…
Paredes cheias de palavras e de segredos,
De pequenas alegrias e grandes medos.

Iguais, todas iguais. Casas…

-A que horas vou para casa?...

Minha casa tem sido o meu carro.
E apetece-me dizer na brincadeira que moro no carro.
Mas seria brincar, sem ter graça.
Porque só são bonitas as brincadeiras que fazem sorrir.

Casa é aonde somos felizes.
Dou por mim a pensar no quarto de motel, e a achar que é a minha casa.
E rio com vontade de chorar, porque ninguém vive num motel.

Casa pode ser uma pessoa?
Podemos fazer de alguém a nossa morada?…
Meu amor, minha casa… 

- Não sei quando chego a casa.
Nem sequer sei aonde estou, em qual dos pesadelos vou acordar.

- Ligo-te para o telemóvel então.

- Sim faz isso. Com esse durmo na mão.

2 comentários:


  1. Casa pode ser uma pessoa?

    Podemos fazer de alguém a nossa morada?…

    Meu amor, minha casa…

    Claro que sim menina bonita... uma casa bonita que bem mereces... bjinhos

    ResponderEliminar
  2. Também acredito que possa ser, Henrique:) Tenho esperança que possa ser. Finalmente.
    Obrigada, um beijinho muito grande da menina bonita para ti.

    ResponderEliminar