sonhando, escrevendo e imaginando

terça-feira, 6 de agosto de 2013

O Lutador

Quantas pancadas conseguimos nós apanhar,
Antes da vida nos por KO,
Nos derrubar?

No meio do ruído ensurdecedor da multidão,
Ele lutava.
Transpirado. Magoado. Cansado…

- Já teve dias melhores!
- Mais duas ou três, e está no chão.
- Deve estar cheio de dores…
- Ainda lhe falha o coração.

Um, após outro,
Os golpes sucediam-se.

E ele lutava, sem desistir.
Porque também é luta
A gente segurar-se para não cair.

- Não ataca, só se defende…

Sabem lá quanto custa estar sempre á defesa!
À espera de golpes que caem a toda a hora, vindos de qualquer lado.
Queria ver-vos fazer melhor, com o corpo todo rebentado!...

Antigo boxer, valente sem idade definida…
Nariz partido nos combates duros da vida.

- Pendura as luvas!
- Vai mas é prá cama dormir!

Não há aonde pendurar as luvas.
Nem casa, nem cama para aonde ir.

Todo o mundo dele é um ringue.
Não tem como sair.

Quantas pancadas conseguimos nós apanhar, antes de cair?
Todas aquelas que o adversário conseguir distribuir.

Toalha branca atirada, é luta inacabada.
Aguenta firme, velho lutador!
Se fugires ainda é pior.

Vão atrás de ti aonde fores.

E encontram-te aonde estiveres.
Defende-te enquanto puderes.

Batem-te na mesma, se te desafiarem, e tu não vieres.

6 comentários:

  1. Bom dia

    Passei para desfrutar da leitura de mais um poema maravilhoso
    A força de vencer não tem idade... mas deveria ter idade a razão da culpa que tantas vezes, infelizmente nos persegue através de maldosas mentes
    Fique feliz
    ********************
    http://pensamentosedevaneiosdoaguialivre.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Boa noite, Ricardo.
      É isso mesmo! As coisas boas não podem ter idade, não podem estar limitadas ao calendário do nosso envelhecimento. Já as más, essas podiam de todo desaparecer. Nem precisavam envelhecer...
      Obrigada pelo comentário! Beijinho grande!

      Eliminar
  2. Bom dia
    Adorei ler, adorava ter essa força!
    beijo

    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá, Cidalia, boa noite!
      Acho que se calhar todos temos esta força. Mas nem todos somos chamados a lutar sob tão duras condições, o que nos leva a desconhecer todo o nosso potencial de resistência... Ainda bem por um lado, é verdade, mas...
      Beijinho para ti! Obrigada pelo comentário!

      Eliminar
  3. Respostas
    1. Só ainda não tenho o nariz partido pelos combates da vida:)Têm sido mais generosos comigo.
      Beijinho e xi-coração, Henrique! Kanimambo:)

      Eliminar