sonhando, escrevendo e imaginando

sexta-feira, 13 de dezembro de 2013

- Que fazes tu?

-Tu, anda cá!... Fazes tudo?

Encostada contra a parede,
Em qualquer vão de escada…
-Não. Não faço nada.
Sou miragem inventada.

Que importa o que faça?
Que interessa o que finja fazer?
Cega é a besta que compra prazer.

Um carneiro, dois carneiros, uma estrela, duas estrelas…
Mulheres até apagadas são belas.

- Andas muito por aqui?
- Desde o princípio do mundo…
-Estranho, nunca te vi…
-Vi eu milhares iguais a ti.

Se ele gostar, volta.
Cliente satisfeito volta mais vezes.
Venha este, ou aquele…
Vida fácil?
Fácil nem no nome.
Misturada de silabas sem sentido…
Nome mais comprido!...
Prostituição…
Vadia no corpo, donzela no coração.

- És bonita… Como vieste aqui parar?
- Só paro se deixar de andar.
- Olha para ela! E sabe falar!!...

- Podias ser a rainha das noites.
Quem quer ser isso?
Rainha de micróbios patológicos.
Imperatriz de vermes asquerosos.
Senhora de todos os passos perdidos.

- Acendes-me um cigarro?
O fumo sai quente pelas narinas.
- Linda menina!

Lembranças que o vento traz,
Durante o tempo que custa um abraço.

- Que fazes tu?
- Que te importa o que eu faço?


6 comentários:

  1. O que faço eu??

    Visito este maravilhoso blogue.
    Que adorei o que li, mas olha.. o cigarro mata! :-)

    E pronto parabéns pelo poema.

    Bom fim de semana
    Feliz Natal

    Beijo
    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá, Cidália! Obrigada! Que bom que gostaste. Eu sei... o cigarro mata. A vida vazia mata, a mesmice de não ter esperança mata também... Tudo mata. E nós cá vamos, morrendo um pouquinho a cada dia. E renascendo um pouquinho também. Ciranda, quase uma ciranda.
      Um beijinho grande para ti! Feliz Natal, tudo de bom, e volta sempre.

      Eliminar
  2. Infelizmente não temos o poder soberano de mudar a nossa "Ciranda" conforme o nosso desejo.
    Mas temos de lutar para assim atingir nossos objectivos. Bjcas Glórinha GOSTEI

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Temos mesmo que lutar por isso, Victor! E sabes que eu até acho que temos esse poder sim, o de mudar a nossa ciranda conforme o nosso desejo. Acho que temos o poder de escolher de que forma vamos rodar no carrossel da vida... Pelo menos a partir de agora, de hoje.
      Obrigada, e fico muito feliz por teres gostado! Beijinho e xi <3 para ti!

      Eliminar
  3. Boa tarde Glórinha! Mais um lindo texto..... Beijinhos no teu <3

    ResponderEliminar
  4. Olá…
    Venho agradecer todo o carinho que me foi dado durante estes 7 meses de blogueira.

    Que todos possamos ter muita Paz, Amor harmonia… e, principalmente Trabalho. Sermos honestos dignos, e respeitar o próximo!

    Que não nos falte nunca a vontade de sorrir.

    Talvez abrande no blogue e visitas, pois estarei de férias merecidas na Suíça. Juntos das pessoas que amo, mas prometo se puder dar notícias .

    Desejo-vos um Santo e Feliz Natal, e um ano de 2014 repleto de positividade

    Um beijo

    ResponderEliminar