sonhando, escrevendo e imaginando

domingo, 29 de junho de 2014

Belas são as nuvens



O verdadeiro espectáculo são as nuvens.
O verdadeiro espectáculo é delas.

Ou não haveria mais do que um todo sem história.

Prazer é calor,
Deitar ao sol é como fazer amor.

Enquanto o escuro não vem,
Vamos por onde não o sabe ninguém.

Belas são as nuvens.
Belas são elas.

Fria é a pedra em que me sento agora.
Queria sol,
Céu sem nuvens,
Mas o espectáculo é delas…

Vermelhas, brancas, negras, amarelas.

Quando eu me for…
Nuvens…
Vão haver nuvens no céu.

Mas chuva nenhuma.
Engano teu.
Olha…
Desfeitas em água…

Chuva no Verão?
Não.
Porque não é no céu que as nuvens estão.
Chuva no coração.
No meu, que no dos outros não.

Li ontem:
“Vou estar lá ainda antes de chegar,
E vou lá continuar muito depois de ter partido.”

Sem comentários:

Enviar um comentário