sonhando, escrevendo e imaginando

quarta-feira, 27 de maio de 2015

Não digo nada

-Porque choras?
E eu nada.

-Porque choras?
E eu calada.

Para que queres saber de mim?
Quem se importa não faz perguntas a quem chora.
Não é de perguntas que careço,
nem de conselhos que não têm preço,
ou que têm preço.
No final todos os conselhos acabam por ter preço.

Não choro.
Nunca choro.
Ou pelo menos não é qualquer um que me vê chorar.

Se te importas comigo
não me faças perguntas,
não me dês conselhos.

O que estás à espera para me vir buscar?

Sem comentários:

Enviar um comentário