sonhando, escrevendo e imaginando

terça-feira, 28 de julho de 2015

Iguais até por demais

Somos iguais.
Estúpida, aborrecida e
Desesperadamente iguais.

Não só tu e eu.
Todos.
A inteira humanidade não é mais
Do que uma multidão de pessoas iguais.

Por isso é que…

Nem eu encontro o que busco
E nem tu fazes o que ensinas.
Nem se realizam os nossos ideais.

Não podíamos ser mais iguais.
E todos os que foram eram como nós,
Banais.

Individuais…
Únicos…
Especiais…
Não!

Como os demais.

Não esperes de mim mais.
Vê-me como sou,
Vê-te como és.

Iguais.
Todos iguais.


E durante todo este tempo esperei tempo demais!...

Sem comentários:

Enviar um comentário