sonhando, escrevendo e imaginando

segunda-feira, 7 de setembro de 2015

Frases, apenas frases...

-Tudo a que damos importância a perde, quando sob circunstâncias extremas.


-Seremos mais felizes quando pararmos de atribuir às pessoas do nosso passado o fracasso daquilo que somos.
Muito provavelmente seríamos exactamente os mesmos caso tivéssemos vivido tudo de forma diferente.
A essência que está em nós é que faz com que sejamos desta ou daquela maneira.


-Não é culpa de ninguém não gostarmos de nós.
Mas também é certo que não existe obrigação de nos gostarmos, principalmente depois que nos conhecemos bem.


-Certo ou errado depende do ponto de vista de quem avalia.
Porque razão algumas pessoas se sentem no direito de impor os seus pontos de vista acima dos pontos de vista alheios?
Quem tem autoridade para decidir quem manda?
Porque é que tem que haver alguém a mandar?
Que espécie de bichos somos nós que não sabemos viver sem ser de coleira apertada?


-Tudo o que foi feito aconteceu devido ao percurso natural das coisas.
Nós todos somos culpados pelo que acontece uma vez que fazemos acontecer.
E quando não fazemos acontecer, deixamos que aconteça.
Raça cobarde e acomodada que se recusa a deixar morrer tradições obsoletas e teima em não criar nova história.


-Ninguém é melhor do que ninguém, até porque ser melhor implicaria ter alternativa e não existe real alternativa.
Nasce-se, vive-se e morre-se. Sempre estupidamente e por obra do acaso.


-Há tanta paz num cemitério quanta há no silêncio do universo.
A verdade é a mesma, e a verdade é a ausência e o nada.


-Quem já sofreu muito não chora por coisa pouca.
Mas essa coisa pouca já foi o mundo inteiro antes de ser coisa nenhuma.


-Não nascemos para sofrer.
Sofremos até aprender que não vale a pena sofrer.
Não porque atraia mais dor mas simplesmente porque não serve para nada.


-O mundo não ouve os nossos queixumes até chorarmos tão alto que lhe façamos doer a cabeça.
Enquanto não formos inconvenientes para ninguém o mais certo é ninguém nos incomodar.
Mas experimenta causar problemas e vais ver como reparam em ti, até te esborracharem na primeira esquina e te reduzirem à tua insignificância.


-Quando nos perguntam como estamos não é por quererem saber a resposta.
Se calha abrirmos a boca para responder falamos para as costas de quem perguntou.
Quem não sabe confunde cortesia social com verdadeiro interesse.
Quem não sabe tem muito que chorar até aprender.


-Quando aprendemos vemos que estamos aonde saímos quando fomos em busca de querer saber mais.
O mundo é redondo, a vida é um ciclo.
Acabamos aonde começámos, andamos o que já tínhamos andado.
Somos os antípodas de nós mesmos.
Mas não é inútil esse caminhar. Sabemos que chegámos porque nos dispusemos um dia a andar.

4 comentários:

  1. Olá, o teu blog foi nomeado para a TAG "De tudo um pouco". Espero que gostes do meu blog e aguardo pelo post da TAG!

    http://saodiasassim.blogspot.pt/2015/09/tag-de-tudo-um-pouco.html

    ResponderEliminar
  2. Olá, São
    Pronto, está feito :) Beijinho para ti, obrigada por te teres lembrado de mim. Não sabia que tinhas um blogue. Já fui lá espreitar, gostei muito!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá querida Glorinha! O meu blog andou uns tempos um pouco ao abandono, não por não ter o que escrever, mas por falta de tempo, falta de paciência e por, por vezes, os temas que me vinham à ponta dos dedos serem demasiado das profundezas do coração e o que vem daí não é para ser exposto ao Mundo... apenas ao Meu Mundo!
      São dias... ;) <3

      Eliminar
    2. Olá São :)
      Sei como é a falta de tempo!... Nem imaginas a quantidade de coisas que tenho de deixar de fazer por causa da falta de tempo. Mas sabes o que tenho aprendido? Para fazermos as coisas que nos dão prazer não faz mal deixarmos algumas das "chateações" obrigatórias para trás. A vida é curta, passa depressa, às urtigas tudo o que nos rouba momentos gostosos. Um beijinho grande para ti

      Eliminar