sonhando, escrevendo e imaginando

segunda-feira, 12 de setembro de 2016

Bad Trip...


De noite não sei aonde estou.
É quando todos os fantasmas me abraçam e me alcançam.
De olhos abertos no escuro não vejo se não o caos e a desolação.
São tantos os lugares, tantos os nomes e as casas, tantos, tantos!

As ruas não são ruas, transformam-se em bairros e cidades que são aldeias…
E eu ando e ando.
Corro e corro.
E a minha casa é em todo o lado e é feita de coisa nenhuma.

Está muito escuro e são muitas as pessoas…
Homens e mulheres, sombras e vultos.
Velhos e novos, mortos e vivos, vivos e mortos.
Pensa, pensa!... Quem são? Porque é que aparecem assim fora do lugar?
Ou será o lugar que está fora de mim…
Sim,
Porque de noite não sei aonde estou…

Janelas surgem em paredes fechadas e portas abrem-se nos móveis e cortinas.
E o interruptor muda de sitio e o candeeiro não existe aonde me lembrava dele.
Porque é outro interruptor e é outro o candeeiro.
De que lado se desce?
Tem escadas este lugar?
Varanda, quintal, outras casas por baixo… aonde é aqui?…
Sai de nós, tu não és deste sonho!
Qual sonho?
Se abrir os olhos…

De quem é este braço em torno de mim?
Respira, é alguém deste mundo. Alguém vivo por fim!
Mas não… porque está aqui?
Tinha ido embora, eu dele e ele de mim…
Durmo ainda talvez…
E tenho frio e tenho medo.
De noite não sei aonde estou.

Não gosto do escuro mas o escuro é mesmo assim.
Cigarros e fumo, álcool e sexo…
A minha cabeça roda num caleidoscópio de cores,
E beijos são sanguessugas escondidas no capim,
São chupadas de jibóias,
Daquelas que vinham de noite roubar o leite das tetas das mães…
Lembras, não lembras?
Lá, aonde o sol queima mais…
Não. Cá aonde o frio faz fumo sair da boca quando se respira.
Aonde era mesmo?
Sei lá… Nem sei de mim…

É noite, tão de noite.
Tira-me daqui…
Quem? Tu? Ele? O outro?
Que bom que não é para sempre!
Mas e se do outro lado também for assim?
O inferno é neste mundo…
Fecho os olhos mas o escuro dá conta de mim.


4 comentários:

  1. Hoje só digo, és linda como aquilo que escreves....Obg e bjn

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, Quim Teixeira. Nem sabes o bom que é quando alguém me diz coisas assim. São luzes que se acendem, são como sinalizadores no caminho. Um beijinho muito grande para ti.

      Eliminar
  2. que lindo texto para refletirmos ..... beijos

    ResponderEliminar