sonhando, escrevendo e imaginando

segunda-feira, 17 de julho de 2017

Não fales com estranhos


A minha mãe sempre me avisou:

“Filha, não fales com estranhos.”

“Não contes segredos do teu passado a homem nenhum.
Ele vai servir-se disso para te achincalhar quando lhe der jeito.”

“Não digas tudo o que fazes.
Os homens usam as nossas virtudes contra nós.
Servem-se da nossa sinceridade para nos controlarem.”

“Nunca trates homem nenhum como se fosse um rei.
Os homens gostam de ser maltratados.
Mulheres boazinhas são vassouras nas mãos deles.
Às más, eles tratam como rainhas.”

“Mesmo que gostes muito dele,
Ele não precisa de saber.
Se tiver medo de te perder, anda contigo nas palminhas.”

“Não aprendas a cozinhar,
Não queiras lavar, esfregar, engomar.
Se não, vais ter uma vida igual à minha."

"Estuda, não penses em namoros.
Vai trabalhar, ganhar o teu dinheiro.”

“Quando eles dizem que querem uma mulher para a vida,
Querem empregada grátis para todo o serviço, cama incluída.”

A minha mãe sempre me disse
Que amores são fantasias.
E que os livros de romances fazem mal à cabeça das raparigas.

Eu ouvia o que ela me dizia,
E não acreditava.
Pensava que ela era louca, que delirava.

Passei toda a minha vida a tentar provar que ela estava errada.

Mas afinal estava certa.
Tão certa!

E agora, mamã?
Posso voltar atrás e ficar pequenina outra vez?
Abracadabra, um dois, três?…

(Imagem no Pinterest)


Sem comentários:

Enviar um comentário