sonhando, escrevendo e imaginando

sexta-feira, 14 de julho de 2017

Quem te perdeu de ti?



Quem te fez tanto mal assim?
Quem te usou, te feriu e te perdeu?

O que foi feito do teu sorriso bonito,
e por onde andam os teus suspiros dengosos?
Em que leito de rio se afogou a esperança que tinhas,
em que caixa guardaste a trança de menina?

Porque choras sempre,
até quando finges que ris?
De que lado queres cair?
Faz-te diferença ter aonde ir?

As histórias de fadas que te contaram,
quando deixaste de as acreditar?
Em que trenó sumiu o Pai Natal que costumavas esperar?

No tempo em que as ruas eram todas tuas,
lembras?
E cada dia era uma aventura que vivias...
como deixaste morrer o gosto de viver?

Quem?
Diz-me quem?
Quem foi?

Quem te fez tanto mal assim?
Quem te usou, te feriu e te perdeu?

E a imagem perdida no espelho
apenas diz:
Fui eu.

A quem pedimos contas por deixar de sonhar?



Sem comentários:

Enviar um comentário